Autoral

A afirmação que está virando a palavra de ordem mais nefasta deste início de século é, também, a mais sedutora: O IMPORTANTE É SER FELIZ.

A felicidade elevada ao posto de sentido da vida produz, no mínimo, dois efeitos gravíssimos:

  1. aniquila com o sentimento da culpa. Nossos erros se tornam auto justificáveis, porque o importante mesmo é ser feliz.
  2. relativiza o bem e o mal. Porque o importante é ser feliz.

“O importante é ser feliz” NÃO é mote exclusivo da mídia. Ele está sendo usado, também, em livros de auto ajuda, em linhas/casas de iniciação espiritual e por várias pseudo-religiões. É a sedução cujo alvo é o indivíduo que tem dificuldade em aceitar seus erros, sentir-se culpado e, a partir daí, não mais cometê-lo, por conscientização.

Nota: Não confudir com o “Don’t worry, be happy” do Bobby McFerrin, que era só um “na merda, relaxe”.

Toda a física, as possibilidades de vida extra terrena com 10.000 anos aquém de nós ou com 1.000.000 de anos mais avançada, os inimagináveis estados da matéria desta dimensão, fora dela ou até extratemporal, Einstein–Rosen Bridge, cockroacholes, guacamole, multiverso, innerverso, whateververso está contida no universo. E este, por sua vez, é o desdobramento ciente dum ponto, o LOGOS – a inteligência de Deus.

Para este medíocre isso nunca foi uma questão de fé, mas de lógica e realidade. Acredito mais na existência de Deus que a possibilidade de existir um abajur ao meu lado direito e eu tê-lo acendido. E, creia-me, o fiz há pouco.

Você já ficou sem entender um discurso da esquerda? Parecia outra língua? Nada fazia sentido?

SEUS PROBLEMAS ACABARAM!

Adquira já o DICIONÁRIO ESQUERDA-VERDADE e entenda o que os esquerdopatas estão dizendo.

Edição atualizada com a nova onda da novilíngua, o DILMÊS.

Leia uma amostra do que você encontrará nessa primorosa edição – contextualizado com a peça teatral O IMPIZZA (Outubro de 2016):

  • Centro democrático = fisiologismo, conluios, mensalão.
  • Democracia = socialismo.
  • Progressista = comunista, idiota útil da causa.
  • Transformador = subversor, idiota útil da causa.
  • Construção democrática = implantação do bolivarismo.
  • Constituição cidadã de 88 = as bases do socialismo.
  • Supra partidário = conluios dos mais abjetos.
  • Brasil = bordel bolivariano.
  • Lideranças = mafiosos.
  • Plebiscito popular = enganar trouxas através da pressão dos coletivos pagos a pão e mortadela.
  • Ultra conservador = contra a ideologia comunista, a favor da democracia, da liberdade, dos cidadãos e do Estado enxuto.
  • Ultra fundamentalista = contra a ideologia comunista, a favor da democracia, da liberdade, dos cidadãos e do Estado enxuto.
  • Conspirador = a favor da democracia.
  • Cunha (ou o algoz do momento) = população nas ruas contra o plano socialista.
  • Golpista = democrático.
  • Golpe = justiça.

Em 30 de Outubro de 2016, JEC, o sofisma personificado, disse que a mandioca-sapiens é digna, que ela pode errar como todo mundo.

Concordo, digníssimo doutor energúmeno. Ela, como todos nós:

  • joga cabide nas suas empregadas,
  • grita e xinga seus vassalos,
  • mente sobre tudo e sobre todos,
  • engana toda uma nação. A sua própria,
  • rouba bancos, sequestra e participa de assassinatos,
  • corrompe, deturba e mente,
  • desvia dinheiro do Estado em escala dantesca,
  • já falei que ela mente?
  • apoia e patrocina ditaduras comunistas como Cuba e Venezuela usando recursos de propriedade da sociedade brasileira,
  • e cria sua própria língua, o dilmês.

De fato, ela é digna. Digna de ser chamada de A FILHA DA BESTA.