Março 2016

Lula em vias de ser preso.

Lula combina com sua laranja para que ela o torne ministro, dando-lhe, assim, o direito ao foro privilegiado.

Mas, Lula sabe que Dilma está para cair. Mandioca-sapiens caindo, Lula deixa de ser ministro e a casa cai por completo.

Enquanto isso, a esquerda, em desespero, pensa num plano B para que se bloqueie qualquer chance dos conservadores ser eleitos pela população conservadora.

Do centro para a extrema-esquerda, todos, sem exceção, descobrem no parlamentarismo a solução – e aqui poderíamos lembrar que a população brasileira já escolheu o regime republicano com sistema presidencialista por um plebiscito em 1993. Porém, 63,94% da mesma população votou em 2005 contra o desarmamento e a esquerda ignorou a voz do povo. Afinal, ditadura é restringir os direitos individuais e agir de forma autoritária, não é?

Lula combina com seus asseclas e faz um acochambrado no, já maquiavélico, plano B: agora será um PARLAMENTARISMO MISTO. Dilma-Laranja continua Presidente-Fantoche e Lula mantém a garantia do foro privilegiado, que num governo corrupto e fisiologista significa “tô salvo”.

Se o parlamentarismo for indeferido pelo jurídico, precisarão de um novo plebiscito. E, cantando a bola, ele será aprovado pela população.

O que fazer?

O de sempre: fazer valer a lei. Prender todos os bandidos, independentemente de quais partidos façam parte. Demover Dilma, desabilitar essa máfia chamada de PT, prender seu capo por 200 anos (por segurança, porque gente má é longevo) e convocar novas eleições. Péra… Melhor não convocá-las, porque o povo tem um piolho no lugar da memória e Lula seria eleito, mesmo preso.